Mitos sobre Pedofilia

O termo pedofilia é muito banalizado pela mídia, a qual promove a desinformação e a ignorância sobre a parafilia pedofilia. Este artigo busca desconstruir alguns mitos. São eles:

Mito 1: Pedofilia é crime.

Pedofilia não é crime. Pedofilia não pode ser criminalizada, porque não é uma prática sexual, mas uma orientação sexual. O pedófilo tem sua sexualidade orientada para quem não atingiu a puberdade (em geral, menores de 9 anos).
Como a mídia banaliza o uso da palavra pedofilia, muita gente acha equivocadamente que pedofilia seja crime, exploração sexual, prostituição, estupro de vulnerável, incesto, relacionamento entre pessoas com grandes diferenças de idade (nesse caso a midia promove o preconceito etário), etc.

Mito 2: Todo abusador de crianças é pedófilo.

A maioria dos abusadores de crianças não é pedófila. Estima-se que menos de 20% dos abusadores de crianças possa ter pedofilia.

Mito 3: Todo pedófilo é abusador de crianças.

Ser pedófilo não significa ser abusador de crianças. Muitos pedófilos não fazem sexo com crianças, não abusam sexualmente de crianças e nem cometem crimes sexuais.

Mito 4: O Funk promove a pedofilia com as novinhas

Novinhas não são mulheres com menos de 9 anos, por tanto, não são crianças. Repito: novinhas não são crianças. E pedofilia não é algo que possa ser estimulado. Ninguém vira pedófilo por ver uma criança nua.
Por causa da desinformação da mídia, vemos músicas como:

“Se eu não como, outro come; se eu como, é pedofilia, ai caralho o que que eu faço com as novinha”. (Mc Fhael)

Provavelmente o Mc Fhael não está se referindo a mulheres menores de 9 anos de idade. Logo, a sua música nada tem a ver com pedofilia, mas como a mídia banaliza a palavra pedofilia, o jovem acha que é pedofilia e canta umas músicas dessas.

Mito 5: Pedófilos sentem prazer em torturar crianças
Sentir prazer em torturar alguém é sadismo, não pedofilia. O pedófilo sente atração sexual e afetiva por crianças. O prazer não é só do ato sexual, mas da convivência com a criança.

Mito 6: Adolescente não pode ser pedófilo.

Adolescentes podem ser pedófilos sim. Apesar de se evitar de rotular adolescentes de pedófilos para evitar que sejam estigmatizados, muitos pedófilos se perceberam como pedófilos por volta dos 11-12 anos, quando notaram que o seu desejo sexual era diferente da maioria dos jovens de sua idade.

Mito 7: Pedofilia é atração sexual por menores.

Pedofilia é a atração sexual por impúberes, por pessoas que não atingiram a puberdade, em geral, menores de 9 anos de idade. Por tanto, não é atração sexual por adolescentes. Como a puberdade é a grande responsável pela atração sexual, atração sexual por adolescentes é normal e toda pessoa saudável sente.

Mito 8: Pedofilia é fazer sexo com crianças.

Pedofilia é apenas sentir forte atração sexual por menores de 9 anos (em geral, pessoas com menos de 9 anos de idade). Pedofilia não é pratica sexual. Por tanto, pedofilia não é fazer sexo com crianças. Muito menos fazer sexo com adolescentes ou sexo com menores.

Mito 9: Pedofilia é abuso sexual, violência sexual ou estupro de vulnerável.

Pedofilia não é pratica sexual. Logo, não faz sentido falar de abuso sexual, estupro de vulnerável ou violência sexual.

Mito 10: Pedofilia é prostituição de menores

Pedofilia não é pratica sexual. Logo, não faz sentido falar em prostituição de menores. E prostituição infantil (prostituição de criança) não é prostituição adolescente.

Mito 11: Pedofilia é pornografia infantil (pornografia de crianças).

Pedofilia não é ato sexual. Logo, não faz sentido falar de pornografia infantil (pornografia de crianças, pornografia de menores de 9 anos). E pornografia adolescente (Adolescent Pornography) não é pornografia infantil (CP, Child Pornography).

Mito 12: O celibato dos padres os leva à pedofilia.

Não há nenhuma evidência que indique que alguém que não faça sexo possa se tornar pedófilo.

Mito 13: Mulheres adultas vestidas com roupas de crianças é uma alternativa para pedófilos.
Pedofilia não é ter fetiche por mulheres adultas vestidas como crianças. O interesse do pedófilo é pela condição impúbere, de não ter entrado na puberdade, da criança. Mulheres adultas já entraram na puberdade e uma mera vestimenta não muda essa realidade. Roupas infantis não tiram a puberdade das mulheres.

Mito 14: Lolita é sobre pedofilia.
Ao contrário do que algumas pessoas dizem por ignorância ou má fé, Lolita, romance de Vladimir Nabokov, não é sobre pedofilia. Porque o protagonista Humbert Humbert era obcecado por Lolita, Dolores Haze, uma jovem mulher adolescente de 12 anos de idade, não por crianças. A faixa etária de interesse do personsagem era entre 9 e 14 anos, ou seja, meninas já na puberdade e pedofilia é antes da puberdade.

 

Anúncios

Felipe Heiderich Gay e Pedófilo?

Pastora Bianca Toledo se separa e acusa marido, Pastor Felipe Heiderich (Felipe Garcia Heiderich), de ser gay e pedófilo. O casal tinha fundado o ministério AME (Associação Mundial de Evangelização e Ensino). Eles também fazem parte faz parte do conselho de líderes internacionais da KGM (Kingdom Global Ministry), entidade norte-americana fundada por Larry Tituscom sede em Dallas, Texas, EUA. Bianca Toledo e Felipe Heiderich se casaram em 2013.

Bianca Toledo, Felipe Garcia Heiderich e o menino filho dela

Casal Bianca Toledo e Felipe Heiderich, e o menino filho da pastora.

Bianca acusou o companheiro de abusar sexualmente do enteado de 5 anos, filho de um relacionamento anterior dela. Segundo a denúncia, os abusos sexuais aconteciam durante o banho da criança. A pastora divulgou um vídeo dizendo que estava se separando de Felipe após descobrir que ele era homossexual e encontrava-se “acautelado por crime de pedofilia“.

Felipe nega todas as acusações. Segundo seu advogado, Leandro Meuser, o pastor está sendo vítima de injustiça: “Na qualidade de Advogado de Felipe G. Heiderich venho a público informar que as acusações formuladas contra Felipe são inteiramente falsas… iremos provar a inocência de Felipe nos autos do inquérito policial, confiando no trabalho da Policia e da Justiça! Orem por Felipe para que ele tenha forças para superar essa grave injustiça, e peçam a Deus que ele faça apenas JUSTIÇA, nada mais!”

A mídia como sempre erra ao falar que alguém é preso por pedofilia. Ninguém é preso por pedofilia, porque pedofilia não é crime. Felipe Heiderich foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável por ter feito sexo com uma criança de 5 anos de idade. No Antigo Testamento da Bíblia, não há condenação por alguém fazer sexo com uma criança, mas há pena de morte para quem prática atos homossexuais (sodomia).

A Bíblia cita dois papeis num relacionamento homossexual, o sodomita e o efeminado (ou afeminado).O sodomita é o indivíduo que faz o papel do homem, chamado de homossexual ativo. O sodomita pratica a penetração (sodomização) e têm o seu pênis estimulado pelo outro homem (chupado, masturbado, etc). Já o efeminado é o que faz o papel da mulher, chamado de homossexual passivo. O efeminado é penetrado, têm a sua região anal estimulada e estimula o pênis do outro homem (chupando, masturbando, etc).

Se o pastor Felipe tiver se comportado apenas como efeminado, sem penetrar ou estimular a região anal da criança, provavelmente não afetará a sexualidade do menino, ou seja, a criança continuará heterossexual. Mas, se o pastor tiver se comportado como sodomita, sodomizando, penetrando, estimulando a região anal do menino ou pedindo para a criança chupar o seu pênis, provavelmente afetará a sexualidade da criança e ela poderá se assumir homossexual ou bissexual. Sodomitas produzem efeminados.

Não é porque uma pessoa faz sexo com criança que essa pessoa seja pedófila. Pedofilia é apenas a forte atração sexual por quem não atingiu a puberdade. Pedofilia não a prática sexual com crianças. Há vários motivos para alguém fazer sexo com uma criança, além da pedofilia. Felipe pode ser um efeminado que buscou na criança, por ser menino, uma satisfação sexual, como buscaria com qualquer homem.

Felipe Garcia Heiderich

Felipe Heiderich defendendo a pureza: “Pureza é coisa de homem”

 

Caetano Veloso pedófilo?

Caetano Veloso é pedófilo? O músico Caetano Emanuel Viana Teles Veloso é acusado por adversários e preconceituosos de ser um pedófilo por ter feito sexo com Paula Mafra Lavigne, quando ela tinha 13 anos de idade [1][2]. Paula Lavigne perdeu sua virgindade com Caetano. As acusações são sem sentido. Entenda o porquê.

Pedofilia é antes dos 9 anos de idade, porque é antes da puberdade. Pedofilia é uma forte orientação sexual e afetiva por quem não atingiu a puberdade (em geral, menores de nove anos de idade). Nada a ver com Paula Lavigne, que já era uma mulher de 12-13 anos quando começou a se relacionar com o cantor. Uma mulher de 12 anos já está na idade até de engravidar, por isso é altamente atraente para os homens.

Caetano Emanuel Viana Teles Veloso e Paula Mafra Lavigne

Caetano Emanuel Viana Teles Veloso, 40 anos, e Paula Mafra Lavigne, 13 anos. Paula perdeu sua virgindade aos 13 anos com Caetano.

A puberdade feminina começa por volta dos 9 anos de idade, quando o broto mamário e demais carateres secundários (adultos) da sexualidade surgem. A infância termina e começa a adolescência, vida adulta. A maioridade da natureza é a puberdade. As pessoas entram na puberdade para se reproduzir. Por isso, que durante a história da humanidade mulheres estavam casando por volta dos 12 anos, como Maria de Nazaré, a mãe de Jesus.

Caetano é vítima de etarismo (preconceito etário ou preconceito inter-etário). Ocorre etarismo quando a pessoa é julgada por sua idade ou diferença de idade. Caetano Veloso é julgado por, aos 40 anos, ter desvirginado uma novinha de 13 anos, mulher com a qual casou 3 anos depois. Paula Lavigne tinha 16 anos quando casou com Caetano, formalizando assim a sua união.

Pessoas de má fé usam a histeria da pedofilia para promover o preconceito e o ódio. Banalizam o conceito da orientação sexual pedofílica para ofender pessoas não-pedófilas.

[1] “Eles voltaram! Relembre o amor nada discreto de Caetano e Paula Lavigne”-https://tvefamosos.uol.com.br/listas/eles-voltaram-relembre-o-amor-nada-discreto-de-caetano-e-paula-lavigne.htm

[2] “Caetanear o que há de bom” -https://www.terra.com.br/istoegente/302/reportagens/capa_paula_lavigne_02.htm

Jô Soares pedófilo?

Jô Soares (José Eugênio Soares) ou simplesmente humorista, escritor, diretor teatral, músico, dramaturgo, ator, pintor brasileiro e apresentador de televisão. Ele apresenta desde 2000 o Programa do Jô na Rede Globo de Televisão.

Em seu programa, Programa do Jô, exibido numa noite de quinta-feira (26/11/2015), Jô Soares entrevistou a atriz Bruna Lombardi (Bruna Patrizia Maria Teresa Romilda Lombardi, atriz, modelo e escritora brasileira)., de 63 anos. No decorrer da conversa, o apresentador relembrou a época quando conheceu Bruna, na época uma menina de 9 anos de idade: “Ela com o pai dela, o (cineasta Ugo) Lombardi, ela sentava no meu colo, com nove anos. Cabelo louro, que ia até a cintura, a mãe dela vestia ela como uma bonequinha”, disse Jô. “Eu olhava para ela com nove aninhos… E tinha sonhos eróticos”, contou. E respondeu a atriz: “Não fala isso, Jô”. E rebateu o apresentador: “Mas no sonho você já tinha 19”.

Jô Soares e Bruna Lombardi

Entrevista de Bruna Lombardi no Programa do Jô

Por essa mera citação, Jô Soares foi chamado de pedófilo por seus odiadores, seja de esquerda ou de direita.
Infelizmente, o termo pedofilia é usado como insulto, para ofender, injuriar, uma pessoa associando-a a alguém faz sexo com crianças ou abusa sexualmente delas, assim como a palavra gay é usada para ofender o homem associando a um homem que se interessa sexualmente por outros homens. A esquerda que se diz defensora de minorias como negros, homossexuais e mulheres, usa com naturalidade a palavra pedofilia para ofender. Será que essa mesma esquerda de hoje não seria a mesma a perseguir homossexuais e negros no passado? É muito fácil bater em quem é marginalizado pela elite e pelas leis.

Jô ter achado Bruna sexualmente atraente aos 9 anos não significa que ele seja pedófilo. Porque pedofilia é a atração sexual primária, ou orientação sexual primária, por quem não atingiu a puberdade (geralmente, garotas com menos de 9 anos de idade) .

Nem o programa Sensacionalista CQC (Custe o Que Custar), exibido pela Band (Rede Bandeirantes), que vive inventando pedofilia onde não tem, para mendigar por audiência mesmo atropelando a lei, chamou Jô Soares de pedófilo. Pelo contrário, seus apresentadores se divertiram com a situação. Para não serem processados? Talvez. Para não desagradarem ao Jô? Provavelmente. Jô Soares não é nenhum cara comum, “zè ninguém”, para ser desrespeitado pelo CQC, que se aproveita da ignorância, do moralismo, do preconceito e da histeria. Apesar de se dizer a favor dos direitos humanos e das minorias, é um programa que gosta de desonestamente explorar temas, e certamente perseguiria negros e homossexuais se fosse feito há um século atrás.

Criminalização do Sexo Consentido nos Estados Unidos

A criminalização do sexo consentido nos Estados Unidos, no século XIX, foi resultado da influência direta dos puritanos ingleses e de sua ideologia de “pureza social”, que inclusive foi adotada por feministas, como as feministas vitorianas e puritanas, que queriam pena de morte para homossexuais. Dois países protestantes, onde um (EUA) foi colonizado pelo outro (Inglaterra). Países de Calvinistas e Anglicanos.

Protestantes se orgulham de seguir a Bíblia com a única e suficiente palavra de Deus. Ora, onde na Bíblia se criminaliza o sexo consensual entre homens e mulheres? Onde há lei definindo idade de consentimento sexual? Não existe idade de consentimento sexual na Bíblia. Os protestantes se acham superior a Deus? Criminalizar sexo consentido é uma abominação ao Senhor!

Outra abominação é infantilizar sexualmente os adolescentes. A puberdade começa por volta dos 9 anos. A puberdade naturalmente sexualiza as pessoas visando a reprodução humana. Como pode alguém que se diz cristão chamar adolescentes de “crianças”? Infelizmente, é comum na língua inglesa se referir ao adolescente como criança (“child“, “kid“).

A erotização ou sexualização é natural e saudável. A sexualidade não pode ser ignorada ou infantilizada. Infelizmente, cristãos modernos buscam infantilizar o adolescente para afastá-lo do sexo. Os cristão de antigamente buscavam casar os adolescentes para evitar a promiscuidade. Os padres da Igreja chegaram a sugerir o casamento no início da puberdade.

 

Demonizando o sexo! Os conservadores americanos são tão conservadores que prenderiam até Jesus Cristo por transformar água em vinho. Bebidas alcoólicas já foram criminalizadas em 1920, coincidentemente na mesma época onde levantaram as idades de consentimento, criminalizando sexo com adolescentes e jovens adultos, com segue:

Limite de idade em leis de consenso etário em Estados Americanos:

1880 1920 2007
Estados Unidos
Alabama 10 16 16
Alasca 16 16
Arizona 12 18 18
Arkansas 10 16 16
Califórnia 10 18 18
Colorado 10 18 15
Connecticut 10 16 16
Distrito de Columbia 12 16 16
Delaware 7 16 16
Flórida 10 18 18
Georgia 10 14 16
Hawaii 16
Idaho 10 18 18
Illinois 10 16 17
Indiana 12 16 16
Iowa 10 16 16
Kansas 10 18 16
Kentucky 12 16 16
Louisiana 12 18 17
Maine 10 16 16
Maryland 10 16 16
Massachusetts 10 16 16
Michigan 10 16 16
Minnesota 10 18 16
Mississipi 10 18 16
Missouri 12 18 17
Montana 10 18 16
Nebraska 10 18 17
Nevada 12 18 16
New Hampshire 10 16 16
New Jersey 10 16 16
Novo México 10 16 17
Nova Iorque 10 18 17
North Carolina 10 16 16
Dakota do Norte 10 18 18
Ohio 10 16 16
Oklahoma 16
Oregon 10 16 18
Pensilvânia 10 16 16
Rhode Island 10 16 16
Carolina do Sul 10 16 16
South Dakota 10 18 16
Tennessee 10 18 18
Texas 10 18 17
Utah 10 18 16
Vermont 10 16 16
Virgínia 12 16 18
Washington 12 18 16
West Virginia 12 16 16
Wisconsin 10 16 18
Wyoming 10 16 16

Os EUA criminalizaram práticas sexuais consentidas. Mesmo sexo consentido passou a ser considerado estupro e banalizaram o uso da palavra pedofilia. Qual a fonte Bíblica disso?
Não está escrito que o homem se juntará a sua mulher e eles serão uma só carne? Como pode os conservadores americanos terem criminalizado sexo consentido? Em nome de uma suposta moral, os EUA tornaram-se imorais ao criminalizar o sexo natural.

[1]http://chnm.gmu.edu/cyh/teaching-modules/230?section=primarysources&source=24

Humaniza Redes e Pedofilia

A página Humaniza Redes, do governo federal da presidenta Dilma Rousseff, foi acusada de apologia a pedofilia por ter veiculada o seguinte post:
Humaniza redesO post foi duramente criticado por opositores da presidenta Dilma, como os deputados Pastor Marco Feliciano e Jair Bolsonaro, e lideranças evangélicas, como Pr. Silas Malafaia. Mas, algumas pessoas entenderam a mensagem, como o caso do senhor Veri E Roger que afirmou “Eu entendi o texto. Eles querem dizer que nem todo abusador é pedófilo, pois pedofilia é considerado um transtorno pela psiquiatria. No entanto, se o abusador não é pedófilo (diagnosticado com este transtorno) logo ele é pior, é um criminoso que fez o que fez com sua saúde mental normal, não tendo esse álibi. Pedófilo ou criminoso, abusar de crianças ou qualquer pessoa é, sim, crime.”

O post da página Humaniza Redes apenas faz uma distinção entre a pedofilia e o abuso sexual de crianças e adolescentes. A afirmação “É importante saber que nem todo abusador pode ser considerado pedófilo” está correta. Qualquer psicológico, ou psiquiatra, especialista na área sabe que a maioria dos abusadores de crianças não é pedófila e que nem todo pedófilo abusa de crianças. Pedofilia não é crime.
Apesar da Humaniza Redes postar conteúdos sem noção, como um sobre racismo, ela acertou dessa vez. Postou um conteúdo sério que vai ao encontro dos especialistas em pedofilia.

Caio Fábio, Pedofilia, Abuso Sexual Infantil

O apresentador Danilo Gentili do programa “The Noite” do SBT, entrevistou o pastor Caio Fábio. Pela primeira vez no programa, o reverendo criticou evangélicos e, quase ao final da entrevista, respondeu que tinha experimentado sexo aos cinco anos de idade através de sua babá, ao ser perguntador por Gentili se tinha experimentado sexo antes do casamento.

Caio Fábio contou que aos cinco 5 anos de idade foi aliciado por sua babá, uma jovem de quinze anos. Danilo o considerou o pastor um grande sortudo pelas experiências sexuais na infância que teve.

Casos como o ocorrido com Caio Fábio não são raros. Muitas mulheres, especialmente adolescentes, iniciam sexualmente meninos. Os homens que tiveram essas experiências sexuais na infância não costumam achar ruim, muito menos reclamar, pelo contrário se consideram sortudos por isso. Porém, esses mesmo homens que consideram bem vindo uma mulher de quinze anos praticar sexo com crianças de cinco anos, odiariam profundamente o caso inverso, de um rapaz de quinze anos praticar sexo com uma menina de cinco.

O Caio Fábio contou a realidade de muitos homens. É comum mulheres iniciarem sexualmente meninos, às vezes por falta de namorado ou mesmo por medo de engravidar. Um menino não pode engravidar uma mulher, logo há mulheres que colocam meninos para estimulá-las sexualmente.

O Caio está de parabéns por ser honesto, de assumir que gostou da coisa e tal, mas como pastor ele deveria desaprovar a experiência sexual que teve.

Essa mulher corrompeu sexualmente o Caiozinho.

É bom frisar que estamos falando de crianças que são, de fato corrompidas sexualmente por mulheres, especialmente adolescentes.

Caio Fábio: Vítima de Abuso Sexual Infantil.

Acusado por apologia a pedofilia, Caio Fábio demonstra uma satisfarção bastante comum entre os homens que passaram pela mesma experiência.

Caio Fábio fez bem em contar. São casos que acontecem bastante e devem ser contados. Porém, o Caio Fábio aparentou ter aprovado a situação, como acontece com homens seculares.Jussara Oliveira, o caso do Caio Fábio não é raro. Muitas mulheres, especialmente adolescentes, praticam sexo com crianças e isso muitas vezes é aprovado pelos próprios pais, como símbolo de masculinidade.A maioria dessas mulheres não são pedófilas, ou seja, não sentem atração sexual primária por pré-púberes. Praticam sexo por praticar mesmo, às vezes por falta de namorado ou mesmo por medo de engravidar. Um menino não pode engravidar uma mulher, logo há mulheres que colocam meninos para estimulá-las sexualmente.O que essa mulher fez com o caiozinho foi corrompê-lo sexualmente.

Pedofilia é a atração sexual primária por pré-púberes (em geral, menores de 9/10 anos).Um adolescente pode ser pedófilo como qualquer adulto. Aliás, biologicamente adolescentes são adultos. Adulto é quem alcançou a capacidade reprodutiva.Não existe crime de pedofilia. Pedofilia é um interesse sexual primário e não uma prática sexual.Se essa mulher de 15 anos têm atração sexual primária por meninos de 5 anos (pré-púberes) ela é pedófila. Mas, se ela apenas fez sexo por fazer, apenas para se estimular sexualmente, ela não é pedófila.