Justiça italiana inocenta homem de 60 anos por transar com menina de 11

Justiça italiana inocenta homem de 60 anos por transar com menina de 11 anos.

Justiça italiana combate o preconceito etário ao anular a condenação de um homem idoso de 60 anos preso por se relacionar sexual e afetivamente com uma mulher adolescente de 11 anos de idade. Graças a Deus, o Supremo Tribunal italiano tomou essa correta e justa decisão. Que o mundo evolua e diferenças etárias não sejam mais desculpas para atrapalhar o relacionamento amoroso entre duas pessoas, que se desejam.

Não é novidade que a mídia sensacionalista faça chamadas condenatórias e preconceituosas, como a notícia entitulada “Pedófilo libertado porque vítima estava apaixonada”[1] (imagine há duzentos anos a mídia sendo racista: Negro libertado porque vítima branca estava apaixonada):

A justiça italiana anulou a condenação de um homem por pedofilia, considerando que o tribunal de recurso havia subestimado a “relação amorosa” entre o acusado, de 60 anos, e a sua vítima, uma criança de 11 anos.

Para começo de conversa, não existe crime de pedofilia. Pedofilia é apenas uma forte orientação sexual por quem não atingiu a puberdade, em geral, garotas com menos de nove anos de idade. Como as meninas, em média, entram na puberdade por volta dos 9 anos de idade. Logo, é puro sensacionalismo falar em pedofilia quando uma mulher tem 11 anos de idade.

Outro erro é chamar uma jovem mulher de criança, porque criança é quem não atingiu a puberdade, em geral, garotas com menos de 9 anos de idade. Uma mulher de 11 anos está na puberdade. Portanto, é adolescente, não criança. Adolescente é quem entrou na puberdade (garotas maiores de 9 anos de idade) e adulto é quem atingiu a capacidade reprodutiva (garotas maiores de 11 anos de idade).

Pietro Lamberti, funcionário dos serviços sociais da vila de Catanzaro (Calábria, sul de Itália), foi condenado em fevereiro de 2011 a cinco anos de prisão por atos sexuais com uma menor de 14 anos, uma pena confirmada no mesmo ano após um recurso.

Uma condenação injusta. Fruto de preconceito etário e moralismo exagerado. Infelizmente. O que ele fez de errado para ser preso? Amar uma mulher de onze anos de idade, ser correspondido por ela e tratá-la bem? Cadê o crime nisso? Ser velho é crime? Amar é crime?

Numa decisão proferida a 15 de outubro, o Supremo Tribunal anulou o julgamento e ordenou um novo julgamento em segunda instância. Na opinião da justiça italiana, o tribunal de recurso não teve suficientemente em conta “o consenso” entre o homem e a menina, a “existência de uma relação amorosa, a ausência de coerção física e o facto de a menina estar apaixonada”.

Mas, existem pessoas de bom senso no judicário, que tomam decisões acertadas. Parabéns para a sábia decisão do Supremo Tribunal italiano em absolver o amor! Agora o homem velho pode ser feliz com a sua novinha. A justiça italiana fez a vontade de Deus ao inocentar o senhor idoso de um crime sem vítimas e assim acatar o que está na Bíblia:

Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse: Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e os dois formarão uma só carne? Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu. ” Mateus 19:4-6

ou

“No princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher; e os dois não serão senão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Não separe, pois, o homem o que Deus uniu.” Marcos 10:6-9

Infelizmente, o homem com suas leis estatais atuais criminaliza relacionamentos sexuais consentidos entre homens e mulheres, fazendo assim que casais sejam separados pela coação estatal e pessoas presas injustamente. Como pode o estado querer separar duas pessoas que querem ficar juntas? Cadê a justiça disso? É justo separar duas pessoas que querem ficar juntas? Separar um casal é crime contra a humanidade e contra o próprio Deus, que na Bíblia afima que casais não podem ser separados nem por divórcio.

Na época de Israel, não existiam essas leis diabólicas que criminalizam as relações sexuais consessuais entre homens e mulheres. Leis, como as malditas leis de idade de consentimento popularizadas no século XIX. As leis de idade de consentimento são malditas porque criminalizam relações sexuais consentidas, separam casais que querem ficar juntos, colocam na cadeia homens e mulheres apenas por fazerem sexo e ainda promovem o preconceito inter-etário, o aborto, o abandono de crianças e destruição de famílias.

Apesar de ter passado despercebida no momento da decisão, a sentença gerou reações de indignação de moralistas e pessoas cheias de ódio nas redes sociais, como muitos a considerarem-na como uma “validação da pedofilia” pela justiça italiana. Essas pessoas preconceituosas e cheias de ódio, que perseguem o amor e destroem famílias são atiças pela mídia sensacionalista, que lucra em cima disso tudo, infelizmente.

É incrível como o preconceito inter-etário contaminou o conservadorismo cristão. O conservadorismo cristão é o primeiro a atacar um casal desse, com grande diferença de idade, no lugar de defendê-lo! Ignoram que o próprio Jesus Cristo foi criado por um casal com enorme diferença etária. Maria foi desposada por volta dos 12 anos por José, que chega a ser citado tendo 90 anos, em textos antigos. A própria Igreja Católica aceita essa realidade.

José e Maria, a mãe de Jesus Cristo

José e Maria, a mãe de Jesus Cristo

O preconceito é irracional e, infelizmente, é promovido até por gente que tem o dever moral de lutar contra ele, como os cristãos. Usar rótulo de cristão qualquer pessoa usa, mas ser, de fato, cristão é para poucos. Ser cristão é renunciar aos seus próprios preconceitos.

fonte:www.dn.pt/globo/europa/interior/pedofilo-libertado-porque-vitima-estava-apaixonada-3609485.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s