Pedofilia

Pedofilia

A pedofilia (pedo + filia), também chamada de paedophilia erotica ou pedosexualidade, é a atração sexual primária por crianças, pré-púberes (quem ainda não atingiu à puberdade), em geral garotas com menos de nove anos e garotos com menos de dez anos. Comumente, um pedófilo pode ser adolescente ou adulto. Ou seja, quem já atingiu a puberdade (do latim pubertas; de puber – adulto com capacidade de procriar).

Portanto, pedofilia não é abuso sexual infantil, violência sexual, molestação de menores, estupro de criança, prostituição infantil, pornografia infantil, sadismo, pederastia, efebofilia, hebefilia, relacionamento adolescente-adulto, relação intergeracional, sexo com crianças, corrupção de menor, aliciamento de menores, crime sexual, assédio sexual, exploração sexual, estupro de vulnerável etc.

A mídia sensacionalista banaliza o uso da palavra pedofilia, que não é nem comportamento sexual e nem se refere a adolescentes, porque adolescentes já atingiram ou passaram pela puberdade, que começa aos 9 anos. O primeiro sinal visível da puberdade costuma ser o broto mamário, nas meninas, e o aumento dos testículos nos meninos. A menarca (primeira menstruação) vem depois de 2,5 a 5 anos do início da puberdade e ainda pode ser adiada artificialmente .

Infelizmente, a mídia trata o pedófilo como sinônimo de abusador sexual de crianças. Mas, pedofilia não é abuso sexual. Pedofilia é apenas uma forte orientação sexual por impúberes (quem não atingiu a puberdade, em geral, menores de 9 anos de idade). Em pessoas “normais”, a puberdade é a grande motivação para o sexo, mas com o pedófilo ocorre o contário. A falta da puberdade é que torna a pessoa sexualmente atraente. O pedófilo diante da impossibilidade de realizar o seu desejo, sofre, e pode, em alguns casos, tomar atitudes violentas e ser até um abusador sexual. Mas, a maioria dos abusadores sexuais de crianças não é pedófila. O abusador pode abusar de uma criança por vários motivos: por ter raiva da criança, por vingança, por achar que a criança é obrigada a lhe satisfazer sexualmente etc. A pessoa não precisa ser pedófila, ou ter um desejo sexual particular pela criança, para abusar dela.

E no caso dos padres, provavelmente as maiores motivações são o celibado e a homossexualidade, não a pedofilia. Homens héteros podem ter práticas homossexuais se estiverem em abstinência de sexo hétero. Também, há pouco tempo atrás, homens recebiam muita pressão para casar com mulheres, o que não é a praia dos homossexuais que viram na Igreja uma forma de fugir da pressão social para o casamento. E os coroinhas, muitas vezes adolescentes liberando seus feromônios, acabam sendo uma tentação para os padres homossexuais. Não é todo mundo que consegue ser celibatário. O maior instinto que existe é o reprodutivo, ou seja, o sexual. O instinto reprodutivo é mais forte até que o instinto de sobrevivência.

Pedofilia não é o nome de uma pratica sexual, ou de um comportamento sexual, nem muito menos de abuso sexual infantil. Por isso, pedofilia não é crime. Não existem crimes de pedofilia. A pedofilia não é ato, ação, prática ou comportamento para poder ser criminalizada. Sentimento, desejo, atração e afeição não são criminalizáveis.

Nepiofilia ou infantofilia é a atração sexual e afetiva por infantes, crianças até 3 anos.

Por que só há pedofilia antes da puberdade?

Porque é na puberdade que ocorre todas as mudanças necessárias para habilitar a espécie humana para a reprodução. A puberdade é a responsável pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários:

Nos homens: massa muscular, ombros largos, pelos no corpo e no rosto, mandíbulas grandes, voz grave, Proeminência Laríngea (popularmente conhecida como Pomo-de-Adão, Maçã-de-Adão), acne, etc.

Nas mulheres: telarca (o crescimento dos seios), pubarca (desenvolvimento de pelos pubianos e axilares), alargamento da bacia, menstruação, acne, acúmulo de tecido adiposo, etc.

Para se ter um ideia, até o cheiro da pessoa muda. A pessoa que entra na puberdade passar efetivamente a desejar e ser desejado sexualmente, como reflexo do conjunto de mudanças inerente ao processo de puberdade. Antes da puberdade, espera-se não haver um interesse sexual relevante, como mostrado no grávico abaixo (veja que antes dos 9 anos de idade o poder de atração sexual feminino cai a praticamente zero).

Poder de atração sexual da mulher e idade

Gráfico mostra o poder de atração sexual da mulher com a idade.
A mulher entra na puberdade, por volta dos 9 anos de idade. Com o desenvolvimento puberal, o seu poder de atração sexual dispara. Esse poder de atração sexual alcança o seu pico e logo começa a diminuir com o tempo.

Casos de pedófilos:

“A primeira vez que ele notou que sentia atração por crianças ele tinha 11 anos. Ele ficou a fim de um garoto do jardim da infância e seu desejo era alimentado por breves espiadas dele nos corredores. Quando chegou aos 16 anos, seu interesse sexual por crianças tomou mais forma. Ele se sentia atraído, principalmente, por meninos entre três e sete anos e meninas com idades entre 5 e 8 anos de idade.”[1]

“Comecei a me masturbar frequentemente como um mecanismo de fuga. Fantasiava pensando em um garoto de 6 anos que morava na rua atrás da minha. Não estou certo por que minhas fantasias eram ligadas a ele, mas acredito que era por ser a pessoa menos ameaçadora que eu conhecia. Apesar de eu ter 12 anos, não tinha a menor noção de que havia qualquer coisa errada em me sentir atraído sexualmente por um menino. A masturbação fazia bem, era tudo que importava”.[2]

“Tive o primeiro gosto desconfortável de minha sexualidade aos 12 anos quando um grupo de meus colegas da sexta série e eu estávamos falando sobre as meninas da nossa classe que achamos atraentes. Os outros rapazes ressaltaram quão linda era a garota mais desenvolvida da aula e eu clamava porque a menina que eu gostava era a menina menos desenvolvida. Mas meu verdadeiro despertar sexual foi cerca de um ano depois, quando vi uma vizinha de sete anos de idade no lugar dos meus avós e percebi que minha preferência era para meninas significativamente mais jovens do que eu imaginava pela primeira vez.”[3]

O normal para os jovens dos exemplos anteriores seria sentir atração sexual por adolescentes/adultos, ou seja, atração sexual por púberes/pós-púberes. Como comumente acontece por ai, onde adolescentes se masturbam ao verem revistas pornográficas ou quando pensam em alguma “gostosa” do colégio ou nas bailarinas do Faustão, etc.

A palavra “pedofilia”, vem do grego “παιδοφιλια” (paidophilia) formado por παις (pais, “criança”) e φιλια (philia, “amizade”, “afinidade”, “amor”, “afeição”, “atração”), como enofilia (apreciação por vinhos) e cinefilia (amor pelo cinema). Não confundir com o termo “pederastia” (do grego clássico παιδεραστής, composto de παῖς (“criança”) e ἐράω (“amar”), que apesar do sentido parecido, costuma ser usado para designar o relacionamento erótico entre um homem mais velho e outro mais jovem ou criança; além ser utilizado para qualquer relacionamento homossexual masculino. No Brasil, há o crime militar de pederastia no artigo 235 do Código Penal Militar (Decreto-Lei nº 1001/69), para penalizar atos sexuais praticados dentro das Forças Armadas, homossexuais ou não.

No sentido original da palavra, pedofilia seria ter amizade, ter afinidade, amar, gostar, ter afeto, ter atração por crianças. Ser pedófilo seria ser amigo, afetuoso etc. Porém, a palavra Pedofilia tomou um sentido restrito de “atração erótica” na Psiquiatria/Psicologia e foi listada como um transtorno da preferência sexual (como Fetichismo, Travestismo, Exibicionismo, Voyeurismo, Sadomasoquismo, Transtornos múltiplos da preferência sexual e outros transtornos da preferência sexual), uma desordem patológica, no CID 10 (Classificação Internacional de Doenças) da OMS (Organização Mundial de Saúde) e no DSM (Manual Diagnóstico de Transtornos Mentais) da APA (Associação Americana de Psiquiatria).
Pedofilofobia (ou pedofobia) é a aversão ou hostilidade a pedófilos.

Há grupos de ajuda a pedófilos, para dá-lhes apoio na sua convivência com sua orientação sexual pedofílica. Um desses grupos é o “Virtuous Pedophiles” (Pedófilos Virtuosos) que prega o celibato como alternativa de vida. Há também projetos, como o do Ph.D Brian Oliver, que é voltado a orientar adolescentes pedófilos. Outros grupos: B4U-ACT, NAMBLA, Ipce.

Ativismo pedófilo e Ativismo pró-pedofilia:

A maioria dos ativistas pedófilos concordam com os seguintes objetivos: mudança do conceito social de pedofilia; distinção de abuso sexual infantil e relações sexuais consentidas; liberdade sexual de crianças; desclassificação da pedofilia como doença, patologia e parafilia das listas oficiais de doenças e transtornos mentais;
reconhecimento da pedofilia, pedossexualidade, como uma orientação sexual normal;
eliminação das leis de idade de consentimento sexual; direito à liberdade de expressão e de informação.

A filósofa Simone de Beauvoir (feminista radical e principal ícone da Segunda Onda do Feminismo, autora da frase “Ninguém nasce mulher, torna-se mulher”) assinou, com outros intelectuais, uma petição ao parlamento francês em 1977 solicitando a abolição da idade de consentimento sexual e em prol da descriminalização do sexo consensual. A petição foi assinada por 69 personalidades, como os filósofos Michel Foucault, Jean-Paul Sartre, Jacques Derrida, Louis Althusser, Jean-François Lyotard, Gilles Deleuze, Roland Barthes, André Glucksmann, os escritores Philippe Sollers, Catherine Millet e Louis Aragon, a psicanalista infantil e pediatra Françoise Dolto, dentre outros.

[1] “Você tem 16 anos. É um Pedófilo e Não Quer Machucar Ninguém. E Agora, o Que Você Faz?” -https://medium.com/brasil/voce-tem-16-anos-voce-e-um-pedofilo-voce-nao-quer-machucar-ninguem-e-agora-o-que-voce-faz-6d07d98042fb

[2] A história de Brian Oliver

[3] “7 reasons why pedophilia is a sexual orientation”, Not A Monster, Todd Nickerson -https://notamonsterblog.wordpress.com/2017/04/07/7-reasons-why-pedophilia-is-a-sexual-orientation/

Anúncios

22 respostas em “Pedofilia

  1. Pingback: Pedossexualismo | Foco Cristão

  2. Pra mim nao existe problema se as duas pessoas se gostam adolescentes (acima dos 13) e ou adulto depende da cabeça e claro nas leis do seu país e muito diferente onde a criança e o adolescente podem até bater no rosto dos pais

  3. Tenho 17 anos e estou envolvido com um menino de 14 anos, não se trata só de sexo é mais que isso, to gostando dele. Ano que vem eu terei 18 e ele 15, se ainda estiver envolvido com ele eu serei um criminoso?

  4. É pecado segundo o padrão moral do nosso Criador. Como está escrito na sua palavra.(Romanos 1: 23 ª 32) Muitos vão dizer que sou homofóbico. Que a Bíblia (A PALAVRA DE DEUS) tem que ser entendida como um mito. Como posso ter esses pensamentos em pleno século XXI, e etc… Mas, na realidade é abominação perante o Nosso Criador. (I Coríntios 6: 9) Claro que são padrões que contem na Bíblia, E na vida de qualquer ser humano (FOMOS CRIADOS A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS) Mas é, Para quem tem fé! MAIS SAIBA, TODOS DAREMOS CONTA AO CRIADOR DO QUE FAZEMOS AQUI EM VIDA QUER SEJAM RUINS, QUER SEJAM MÁS. (Romanos 2: 12) (II Tessalonicenses 2: 12) (Apocalipse 20: 12, 13) QUE O SENHOR TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS TODOS.

    • A fé é dos eleitos:
      Copie o link abaixo e cole no seu navegador:

      [audio src="http://www.ministeriogracasobregraca.com/audio1/mp3/Apostolado%200027%20-%20O%20dom%20da%20Fe,%20entendendo%20a%20questao%20da%20Salvacao%20%2827-08-06%29.mp3" /]

  5. Pingback: Pedofilia não é crime | Foco Cristão

  6. Pingback: Pedofilia: Um Transtorno, não um crime | Foco Cristão

  7. Pingback: Valentina do MasterChef Junior e a Demonização da Sexualidade | Foco Cristão

  8. Pingback: Todos Os Homens São Pedófilos? Dezoito é Apenas Um Número | Foco Cristão

  9. Pingback: Jô Soares pedófilo? | Foco Cristão

  10. Pingback: Marcela Temer: bela, recatada e do lar | Foco Cristão

  11. Pingback: Xuxa, Pedofilia e “Amor Estranho Amor” | Foco Cristão

  12. Pingback: Felipe Heiderich Gay e Pedófilo? | Foco Cristão

  13. Pingback: Diminuição da Idade de Consentimento – Novo Código Penal | Foco Cristão

  14. Pingback: Maria de Nazaré, uma mãe adolescente | Foco Cristão

  15. Pingback: Mitos sobre Pedofilia | Foco Cristão

  16. Pingback: Mitos sobre Abuso Sexual Infantil | Foco Cristão

  17. Pingback: Menina de 12 anos foge com “cinquentão” hippie | Foco Cristão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s